Rodapé invertido — o que você precisa saber antes de instalar

Ficar de olho nas novidades de arquitetura é indispensável para oferecer as melhores alternativas para os clientes em seus projetos. Entre as opções de revestimentos e acabamentos, o rodapé invertido merece atenção especial.

Esse modelo traz uma proposta diferente para o visual das paredes e pode agregar muito valor ao visual. Assim, é possível criar composições que agradam e surpreendem os clientes.

A seguir, veja tudo sobre o rodapé invertido e saiba como utilizá-lo da melhor maneira!

Afinal, o que é essa novidade?

O rodapé tradicional é instalado de forma projetada, ou seja, por cima da parede, no encontro com o piso. Com isso, cria-se um relevo no visual. Já o rodapé invertido envolve um “rasgo” na parede e ele é fixado nesse encaixe, o que garante um visual contínuo, sem mudanças de relevo.

O rodapé invertido vem para transformar a lógica de uso dessa peça. Durante a construção, as paredes recebem um pequeno recorte próximo ao piso para encaixar o rodapé invertido. Sua geometria permite a proteção das bordas inferiores das paredes, evitando deixá-las expostas a agressões do cotidiano.

Por que investir no rodapé invertido?

Essa peça é uma excelente escolha para compor um visual moderno e muito contemporâneo para os projetos. Quando a intenção é realmente diferenciar o visual, essa é uma aposta certeira. Isso acontece porque o item faz parecer que a parede é “flutuante”, já que a base é recuada.

Inclusive, é uma ótima alternativa para espaços menores. Essa pequena abertura já é suficiente para fazer com que o ambiente ganhe a sensação de amplitude. Como consequência, o resultado é valorizado.

Além disso, é algo que aumenta a versatilidade do projeto. Por não fazer a ligação entre parede e piso, não exige combinações específicas de revestimento. Com isso, o cliente do projeto poderá trocar o piso depois, se quiser, sem ter que substituir o rodapé.

Como e quando ele deve ser feito?

O rodapé invertido deve ser instalado ainda na fase de construção. Diferentemente do modelo tradicional, que pode ser aplicado quando a parede já está finalizada, será necessário adicionar as dimensões do rasgo conforme o manual de instalação. Por isso, faz mais sentido que o uso aconteça nesse momento do projeto.

É importante que essa instalação seja realizada com base em um projeto preciso e completo. O acabamento tem que ser perfeito para que o visual fique bem interessante, dentro da proposta de criar algo flutuante.

A adoção dessa peça pode ser complementada pela instalação de iluminação especial. Isso dá ainda mais destaque para esse detalhe construtivo e também ajuda a direcionar o aproveitamento dos espaços.

Se for o caso, ele pode ser usado em outros locais além das paredes. As escadas de alvenaria são ótimos pontos de instalação, já que o impacto flutuante será ainda maior.

Rodapé invertido inverno preto da coleção NEO Santa Luzia.
Rodapé Inverno Preto — Coleção NEO Santa Luzia.

Como é a manutenção desse modelo?

No entanto, antes de implementar essa solução no projeto, é preciso entender as necessidades de manutenção do rodapé invertido. Ao contrário do modelo tradicional, ele não protege as quinas e a junção da parede com o piso. Isso exige maior cuidado com potenciais impactos.

Além disso, a limpeza deve ser mais frequente. Dependendo das condições do ambiente e do tamanho do rodapé, o recuo pode acumular sujeira.

Por outro lado, como o material não fica exposto, ele também dura mais. Como visto, a troca de piso não exige a substituição do rodapé invertido, então a sua durabilidade costuma ser maior.

Como escolher a melhor opção?

Para oferecer uma ótima solução na decoração de interiores para os seus clientes, é essencial escolher um rodapé invertido de qualidade. Então, tudo começa com a busca por uma empresa que esteja antenada nas novidades e ofereça tal alternativa.

Também é preciso pensar em questões como o aspecto, a durabilidade e os materiais. Em busca de mais sustentabilidade, o rodapé invertido de alumínio é uma excelente opção. Ele é especialmente durável e é algo com visual moderno e com diversas possibilidades. Nesse sentido, vale a pena conhecer os produtos da Santa Luzia.

A coleção NEO traz diferentes opções de terminal de acabamento metálico, com dimensões e cores distintas. Os rodapés também variam em cores e, para melhorar, contam com espaço para a instalação de fitas de LED. Com isso, é possível ter uma aplicação rápida, com ótimo acabamento e que pode ser complementada pela iluminação.

O rodapé invertido é uma excelente alternativa para criar o visual de paredes flutuantes e que abrem o espaço. Com a escolha de peças de qualidade, como da coleção NEO da Santa Luzia, o resultado será ainda melhor.

Quer conferir muitas outras novidades e ficar por dentro das tendências? Assine gratuitamente nossa newsletter e não perca nada!

14/09/2020

    SUSTENTABILIDADE POR PRINCÍPIO

  • Santa Luzia - Green Building Council
  • Santa Luzia - Green Building Council Brasil
  • Santa Luzia - RGMat