Entenda como planejar uma reforma residencial

Está precisando fazer uma reforma residencial? Quem acabou de se mudar para uma casa nova, ou está morando no mesmo endereço por muito tempo, sabe que alguns ajustes são necessários para ela se manter funcional e valorizada.

Porém, esses ajustes podem provocar algumas dores de cabeça, não é mesmo?

Bom, se você fizer um bom planejamento, as chances de ser bem-sucedido são grandes, pensando nisso, desenvolvemos este conteúdo com uma orientação prática de como organizar sua reforma residencial. Confira.

Defina o objetivo da reforma

A primeira etapa é, sem dúvidas, definir o objetivo da reforma residencial, considerando as necessidades da infraestrutura e os desejos dos moradores. A chegada de um novo membro na família, exige uma redefinição dos espaços, enquanto o tempo de vida das funções hidráulicas, demanda uma atualização para evitar infiltrações e vazamentos, certo?

Por isso, defina qual o objetivo da sua reforma identificando as prioridades do projeto. Junto ao seu orçamento, essas informações vão nortear sua empreitada. 

Estabeleça um orçamento

Existem alguns aspectos que devem ser considerados para estabelecer o orçamento, como uma quantia em dinheiro disponível para negociações à vista, o que pode render descontos nos valores.

Também é preciso considerar o valor da mão de obra, que fica em torno de 30% do orçamento do projeto e uma reserva extra, para não ter que recorrer a linhas de crédito com taxa de juros altas.

A ideia de fazer um orçamento é promover economias, realizar as contratações e compras certas, inclusive de materiais de construção e acabamento mais resistentes e sustentáveis.

Contrate um arquiteto ou engenheiro

A contratação de um profissional para realizar os cálculos técnicos, gerenciar a obra, fazer as contratações de equipe e até mesmo compras de materiais, pode ser essencial.

Isso porque eles trazem o conhecimento necessário para as devidas execuções, conhecem os melhores fornecedores e tendências de estilo. Em outras palavras, arquitetos e engenheiros vão traduzir seus desenhos em orientações técnicas para sua reforma.

Pesquise sobre as tendências do mercado

Além de conhecer e escolher um estilo de decoração, é importante saber quais são as novidades e tendências que podem ser utilizadas. Optar por soluções sustentáveis, por exemplo, é uma tendência que contribui para minimizar o impacto ambiental e também traz benefícios para a sua casa. 

No revestimento de áreas externas, por exemplo, é possível usar os chamados Ecodecks. Quando fabricados da chamada “madeira plástica”, o WPC, também não apodrecem ou soltam farpas, pois são envolvidos com resina.

Aqui, você pode optar também pela reforma completa, com alterações na planta elétrica, planta hidráulica, pintura, serviços de laje e forro, paredes, entre outros.

São ótimos benefícios, não é mesmo? Mas, suas contribuições para o sucesso da reforma residencial são de longo prazo, afinal de contas, podem ser limpos a partir de produtos simples, como água e detergente neutro, além de serem imunes ao ataque de pragas como cupins, diminuindo os custos de manutenção da área.

Monte um cronograma para sua reforma residencial

Se a ideia é reformar dois ou mais cômodos, é importante ter um cronograma que considere quais etapas devem acontecer primeiro. Reparos elétricos e hidráulicos, como são estruturais, devem ser realizados antes dos acabamentos, não é mesmo?

Além disso, o cronograma também deve considerar a entrega dos materiais e a dinâmica dos moradores, caso continuem morando na casa durante a reforma. Áreas como a cozinha e os banheiros, podem ser priorizados nesses casos para que a rotina dos moradores não seja impactada por muito tempo. Para isso, o arquiteto ou engenheiro também pode ser consultado.

Prepare-se para imprevistos

Como você já deve saber, imprevistos acontecem, certo? Por isso, é comum que a estimativa do tempo de entrega da reforma, tenha uma folga, assim como o orçamento pode sofrer algumas mudanças com quebras ou a necessidade de novas aquisições.

Por isso, prepare-se para os tipos de imprevistos mais comuns como a necessidade de mais dinheiro, atrasos no dia da entrega e até interrupção da obra por questões atípicas, por exemplo, um período de chuva fora de época.

Ou seja, se a reforma é para montar o quartinho do bebê, programe-se para concluí-la com antecedência. Se a ideia é atualizar a área da piscina para o próximo verão, comece quanto antes.

Então, está preparando sua reforma residencial para os próximos meses? Continue criando um planejamento seguro e pesquisando outras soluções de materiais e acabamentos mais vantajosos para seu projeto, afinal de contas, existem muitas opções que trazem qualidade, funcionalidade e durabilidade para sua reforma residencial.

Gostou dessas dicas? Então, assine nossa newsletter para ficar por dentro de outras tendências e dicas personalizadas, para quem deseja fazer uma reforma residencial com sucesso.

17/06/2020

    SUSTENTABILIDADE POR PRINCÍPIO

  • Santa Luzia - Green Building Council
  • Santa Luzia - Green Building Council Brasil
  • Santa Luzia - RGMat